domingo, 22 de junho de 2014

O Equilíbrio

Boa noite pessoal.

Gostaria de dizer que aqui no blog não vou me aprofundar em explicar o que é viagem astral, como se deve estudar e praticar as técnicas, mesmo porque não tenho conhecimento suficiente pra isso, então peço aos leitores que se interessarem para pesquisarem, deixei dois sites no canto direito, onde eu comecei a pesquisar sobre o assunto, e neles vocês vão encontrar dicas de literaturas, estudos, pesquisas, enfim..quem quiser é só acessar.

Agora falando um pouco sobre mim, o que mais me fascinou na viagem astral é a possibilidade de se comprovar as experiências espirituais por si mesmo (eu já tive duas pequenas experiências) e o método para se alcançar essas experiências nos levam a um profundo autoconhecimento, não somente de chacras, energias e espiritualidade, mas o convite que nos é feito em encontrar o nosso equilíbrio, ou ao menos tentar viver de forma mais equilibrada e em paz.

Nesse feriado tive momentos de tristeza, momentos de raiva, de frustrações o que acabou me deixando uns dois dias bem desanimada, cansada e com sono, vontade de fazer nada apenas dormir, incrível eu abri uma brecha e como fiquei vulnerável a energias que não eram minhas.

Em minha mente era claro as situações que me deixaram dessa forma, como sempre  "o outro", havia dito, havia feito e eu havia reagido como consequência fiquei como citei anteriormente, porém a partir do momento que passei a entender que somente eu sou responsável pela forma que me sinto, pelas frustrações e pela forma com que vou lidar com isso, parei de ficar justificando ou culpando alguém pelo que vivo e sinto.

Então me questionava, por que exatamente, aonde exatamente eu abri guarda e me deixei influenciar para que eu caísse tanto?
Deus nos surpreende nessas horas, parece que ele fica lá só esperando nosso orgulho baixar a bola e pararmos de reclamar da vida e olharmos pra ele dizendo: Pai me ajuda...rs..

Vejo a cena, eu enfiada com a cara no travesseiro, pensando: caramba que merda, quando ele vai em deixar em paz, quando eu vou tomar vergonha, quando as coisa vão facilitar minha vida..enfim reclamando...e meu anjo da guarda lá sentado do meu lado de braços cruzados, batendo o pé no chão e exclamando: começou o dramalhão...rs...

Ai de repente ele ouve uma prece de pedido de ajuda, então me olha de lado e diz baixinho: Olha sabe aquele áudio que você estava estudando e largou na metade, coloca o fone e ouve.

Então eu obedeço como uma criança ouvindo a ordem de um pai, com um bico e os olhos cheios de lágrimas, e lá encontro as respostas que eu já sabia, mais que minha mente ainda insiste em me iludir dizendo que minha felicidade está lá fora como todos me ensinaram, que quando isso ou aquilo acontecer ai sim eu terei paz, errado a paz não está na ocasião ela está dentro do meu coração.

Sem esperar recebo dois abraços virtuais que mais uma vez me mostra, não estamos sozinhos e não precisamos nos sentir assim

Claro que não é simples ou fácil assim como se diz...rs..mais esse é nosso aprendizado...hahahaha...

Como podemos entregar nossa paz nas mãos de pessoas desequilibradas, assim como nós, se nem a gente da conta quem dirá "ozotro"

Nenhum comentário:

Postar um comentário