quinta-feira, 3 de julho de 2014

Universalista



Espiritualmente falando, me encontrei, eu nunca me senti a vontade em me denominar, católica, evangélica, espirita, umbandista, budista, etc, etc.
O kardecismo sempre foi a religião a qual me identificava pois me davam respostas mais sensatas perante a vida, sobre a nossa existência, porém ainda assim não me sentia totalmente a vontade em me denominar kardecista.
Pra mim tudo que de certa forma rotula, separa e de certa forma se diz ser o verdadeiro caminho soa um pouco como egocentrismo, sempre achei lindo aqueles movimentos onde todas religiões se encontravam, eu me emocionava ao ver a forma pacifica em que todos juntos louvavam um poder maior, não importando o nome.
Finalmente me encontrei, hoje me considero um todo, universal, universalista o que me abre caminhos para buscar conhecimentos que me ensinem sobre o amor incondicional, sobre o respeito e a evolução, livre de dogmas ou doutrinas, hoje minha religião é o amor, a evolução, o respeito e o equilíbrio.

Copiando alguns amigos gostaria de escrever uma mensagem que me tocou hoje pela manhã:

A sintonia com o amor maior, nasce em nossos corações, sem motivos
É ao acordar nos sentirmos em paz, com aquele sorriso no coração
Aquele momento é único, mágico, onde nada é capaz de nos desconectar com Deus
Então em prece agradeço, não pelas conquistas da terra.
Mais agradeço por conseguir sentir o verdadeiro amor de Deus

Esse é o SEU TAMANHO



2 comentários:

  1. Lindo...Penso exatamente igual vc Kel, nunca me senti a vontade de seguir determinada ''Religião'' ...Também sempre me identifiquei mais com o Kardecismo, mas sempre pensei comigo que a junção de todas elas seria o ideal...Minha religião também é o amor...Amei o post...beijos

    ResponderExcluir