quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Sensibilidade

Essa eu tenho de sobra, há uns anos atrás quando bati o carro (nada de grave) me lembrei de um sonho que tive naquela noite quando eu tentava brecar e não conseguia, sim foi um pressentimento, mas naquela época eu vivia situações bem complicadas em casa, e digamos que talvez eu não estivesse conseguindo me manter conectada com a energia mais sútil do mundo espiritual, embora eu saiba e naquele dia eu tive certeza que eles nunca me deixaram, mas por viver triste, angustiada, nervosa, impaciente, desesperada eu acabava me conectando com energias na mesma faixa me abrindo a elas tornando mais difícil meu contato com energias de amor.
Esses dias tenho percebido energias mais densas que não são minhas tentando me influenciar, como percebo isso? Minha amorosidade tem diminuído, tenho me calado mais, tenho me sentido sozinha, ao deitar e tentar me conectar com o mundo espiritual sinto presenças densas, me vem imagens na cabeça de seres em sofrimento, ainda equivocados e perdidos, tenho dificuldade em me concentrar pra orar, porém sempre peço ajuda e proteção, agradeço e penso no amor saindo do meu coração e invadindo todos os ambientes de casa.
Desde ontem, notei que estava dirigindo mais rápido, hoje acordei querendo vestir uma roupa, e não achava a calça de forma alguma, em atrasei, ao trocar meus filhos eles começaram a criar caso pra colocar a roupa, na hora de sair ficaram enrolando pq queria pegar brinquedos, tudo pra que colaborasse ainda mais com meu atraso e que me fizesse acelerar mais ainda...
Pensei, sei não, to achando que vou bater o carro, como de costume entrei no carro, fiz uma oração e liguei meu celular com uma música calma, parei no farol e pensei: peço a proteção de Deus, pois sei que preciso de ajuda e sozinha não posso nada.
Na hora em que o farol abriu o cabo da embreagem arrebentou quando fui engatar a marcha, não sei porque mais a sensação que me invadiu foi de paz e alegria, mesmo com o carro parado no meio de uma avenida movimentada aqui em São Paulo, liguei o pisca alerta, telefonei pro meu pai, que foi me ajudar e vim trabalhar de ônibus e metrô lotado com minha pequena, mais com uma alegria dentro de mim, que também não era minha.
Agora estou apenas com dor de cabeça e vou ligar o som aqui em uma música edificante e começar o meu dia

Beijos e fiquem com Deus


Nenhum comentário:

Postar um comentário